Trabalhadora xingada por superior será indenizada por danos morais

Uma trabalhadora que foi xingada e ofendida em ambiente de trabalho, na frente de outros colaboradores, será indenizada por danos morais. Assim decidiu a juíza do Trabalho Substituta Marcia Sayori Ishirugi, da da 12ª vara do Trabalho de SP – Zona Leste.

A autora trabalhava em uma confecção e pleiteou indenização por danos morais pela postura de sua encarregada. Segundo a autora, ela sofreu ofensas do mais baixo calão na frente de outros colaboradores. Disse que sua superior “xingava todo mundo” e falava “todos os palavrões que se possa imaginar”. Em depoimento, disse que ela falava coisas como “caralh*, porr*, não dava para o marido de noite, mandava tomar no c*, burra, lá quem mandava era ela, tinham que fazer o que ela mandava”.

As ofensas foram confirmadas por prova testemunhal. Leia trecho de depoimento da testemunha: “Chamava de burra, cara de periquito. Fazia isso gritando. Também dizia “put*, arrombad*, aqui quem manda sou eu. (…) Dizia alto para todo mundo escutar.”

A juíza considerou que “a dor, a tristeza e o desconforto decorrentes da conduta da preposta da reclamada são presumidos, prescindindo de comprovação em juízo, pois se passam no interior da personalidade e existem “in re ipsa”.

Comprovado o ato ilícito, o dano e o nexo, a empresa foi condenada a indenizar em R$ 5 mil.

Fonte: https://www.migalhas.com.br/quentes/358589/trabalhadora-xingada-por-superior-sera-indenizada-por-danos-morais

Imagem: Business photo created by katemangostar – www.freepik.com

0

Postagens relacionadas

Bradesco condenado a reintegrar…

A 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) condenou o Banco Bradesco S.A a reintegrar e indenizar um bancário, diretor comercial de cooperativa ligada à instituição,…
Consulte Mais informação

Justiça condena Itaú a…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em decisão sob a relatoria do ministro Cláudio Brandão, confirmou a decisão da 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de…
Consulte Mais informação

Bancário com 10 anos…

O trabalhador tem direito a continuar usufruindo do plano de saúde empresarial se for beneficiário há mais de dez anos. E a companhia deve indenizá-lo se o excluir da cobertura…
Consulte Mais informação