Sindicato dos Bancários de BH obriga Itaú a pagar diferença de PLR para ex-bemgeários.

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Belo Horizonte e Região, através do escritório Geraldo Marcos Advogados, obteve importante vitória judicial contra o BANCO ITAÚ. Através da ação de nº 01509.2005.024.003.00.6, que teve seu julgamento definitivo no TST em meados de agosto último, ficou definido que o banco terá que incluir a gratificação semestral paga aos bancários oriundos do BEMGE na base de cálculo da PLR.

Com isso, o banco terá que pagar diferenças de Participação nos Lucros e Resultados para os ex-bemgeários nos anos de 2000 à 2005, período abrangido no processo. A condenação beneficia milhares de bancários filiados ao sindicato em outubro de 2005, data da propositura da ação. A Justiça do Trabalho excluiu do processo os bancários que fizeram acordo judicial com o Itaú e que concederam quitação geral pelo extinto contrato de trabalho.

O processo está em fase de cálculos e já foi designada uma audiência para tentativa de conciliação sobre os valores a serem pagos aos trabalhadores para o princípio de outubro deste ano.

0

Postagens relacionadas

Instrutores de motoescola de…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho deferiu o pagamento do adicional de periculosidade a instrutores de motocicleta de uma autoescola de Campinas (SP). Para o colegiado, o tempo…
Consulte Mais informação

Trabalhadora que sofreu ofensas…

"Coisa de mulher" e "loira burra" foram alguns dos dizeres confirmados por testemunhas. Trabalhadora que sofreu assédio moral por parte do chefe, que proferiu ofensas machistas, será indenizada pela empresa…
Consulte Mais informação

Justiça do Trabalho determina…

Em decisão liminar proferia nos autos da Ação Civil Pública, patrocinada pelo escritório GERALDO MARCOS E ADVOGADOS ASSOCIADOS, na qual o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIIMENTOS BANCÁRIOS DE BELO HORIZONTE…
Consulte Mais informação