Itau Unibanco é Condenado a Pagar R$ 100.000,00 por Assédio Moral

Em demanda patrocinada pelos advogados de Geraldo Marcos Advogados, o Itaú Unibanco S.A foi condenado a pagar R$ 100.000,00 (cem mil reais) a bancário vítima de assédio moral.

O bancário já havia sido dispensado pelo banco e foi reintegrado por decisão da Justiça do Trabalho. Com a reintegração, o bancário foi designado para ficar numa sala sem contato com os demais colegas e completamente ocioso. A despeito disso, era obrigado a cumprir o horário de trabalho.

O juiz que decidiu a causa afirmou que, diante das provas apresentadas pelo autor, especialmente as testemunhas, estava configurado o assédio moral, “eis que o reclamado, reiteradamente e de forma sistematizada, praticou conduta abusiva, ao retirar do reclamante o seu bem mais precioso, qual seja, a realização de seu mister.” Pela extensão do dano sofrido e diante do poderio econômico do ITAÚ UNIBANCO, foi fixado o valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais) a título de danos morais.

0

Postagens relacionadas

Instrutores de motoescola de…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho deferiu o pagamento do adicional de periculosidade a instrutores de motocicleta de uma autoescola de Campinas (SP). Para o colegiado, o tempo…
Consulte Mais informação

Trabalhadora que sofreu ofensas…

"Coisa de mulher" e "loira burra" foram alguns dos dizeres confirmados por testemunhas. Trabalhadora que sofreu assédio moral por parte do chefe, que proferiu ofensas machistas, será indenizada pela empresa…
Consulte Mais informação

Justiça do Trabalho determina…

Em decisão liminar proferia nos autos da Ação Civil Pública, patrocinada pelo escritório GERALDO MARCOS E ADVOGADOS ASSOCIADOS, na qual o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIIMENTOS BANCÁRIOS DE BELO HORIZONTE…
Consulte Mais informação