Escritório Geraldo Marcos apoia o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Hoje, 25 de Novembro, é celebrado o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra a Mulher. A data foi instituída pela Organização Mundial das Nações Unidas (ONU), fazendo referência às irmãs Minerva, María Terese e Patria Maribal, todas violentamente torturadas e assassinadas. O fato ocorreu em 1960, após ordens do ditador da República Dominicana, Rafael Trujillo.

A data também é conhecida como “O Dia Laranja”, sendo responsável por buscar a conscientização da população em todos os dias 25 de cada mês, a fim de alertar, prevenir e acabar com a violência contra as mulheres.

Dados de 2020 mostram que cerca de 17 milhões de mulheres brasileiras foram vítimas de algum tipo de violência, seja ela física, psicológica ou sexual. Além disso, 44,9% das mulheres brasileiras relataram que não tomaram atitudes em relação a agressão sofrida, enquanto apenas 11,8% buscaram as autoridades.

Um relatório do Instituto Patrícia Galvão revela que 76% das mulheres já sofreram algum tipo de violência no ambiente de trabalho. Ainda, 36% das entrevistadas relataram que já foram elogiadas de forma constrangedora por colegas, enquanto 23% afirmaram que sofreram ameaças verbais e 4% agressões físicas.

A pesquisa expôs, outrossim, que, em apenas 34% dos casos denunciados aos gestores, a empresa ouviu a vítima e puniu o agressor. Já em 12% dos casos a corporação sequer ouviu a mulher.

Por isso, o escritório Geraldo Marcos Advogados reforça a importância de protegermos todas as mulheres contra a violência, seja no ambiente de trabalho, em casa ou em qualquer lugar. É essencial que aproveitemos esse dia para, além de celebrar a data, conscientizar a sociedade para que mais medidas preventivas e protetivas sejam adotadas de modo a eliminar a violência contra a mulher.

Continuamos lutando pelos direitos de todas as mulheres, para juntos, construirmos uma sociedade melhor, mais segura e igualitária para todos.

Fonte: El País, TJMG, Agência Brasil e Assessoria Geraldo Marcos Advogados

0

Postagens relacionadas

Professora receberá horas extraordinárias…

O Estado de Goiás foi condenado a pagar a uma professora da rede estadual de ensino horas extraordinárias quando a servidora exceder a jornada regular de trabalho (100, 150 ou…
Consulte Mais informação

Bradesco condenado a reintegrar…

A 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) condenou o Banco Bradesco S.A a reintegrar e indenizar um bancário, diretor comercial de cooperativa ligada à instituição,…
Consulte Mais informação

Justiça condena Itaú a…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em decisão sob a relatoria do ministro Cláudio Brandão, confirmou a decisão da 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de…
Consulte Mais informação