Bancária da Caixa Acusada de Ter Prestado Depoimento Falso Em Juízo é Reintegrada.

Em ação promovida por Geraldo Marcos Advogados, a CAIXA foi condenada a reintegrar uma bancária que foi despedida por justa causa por ter prestado um depoimento na justiça que desagradou a sua empregadora.

A CEF justificou a despedida em um suposto falso testemunho da bancária, que à época da rescisão tinha mais de 33 anos de trabalho na empresa pública. Naturalmente inconformada com a injustiça, moveu uma ação de reintegração que foi julgada procedente em 1ª instância. Além do retorno imediato ao trabalho, a CEF foi condenada a pagar todos os salários e parcelas indenizatórias desde a dispensa, além de danos morais de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais). Desta decisão cabe recurso para o TRT/MG.

Segundo a sentença, “incumbia à ré comprovar cabalmente o falso testemunho, o que não ocorreu e o falso testemunho é crime, tratando-se de grave acusação, que não se comprovou, na hipótese.” E completa a Juíza do Trabalho: “Nesse contexto, está patente a descaracterização da justa causa, na hipótese, desproporcional, sem o requisito de falta grave (o depoimento da autora em juízo sob compromisso não pode ser considerado falta grave, sob pena de se evidenciar abuso de poder, constrangimento e intimidação de todos os empregados quando comparecerem em juízo como testemunhas.”

0

Postagens relacionadas

Professora receberá horas extraordinárias…

O Estado de Goiás foi condenado a pagar a uma professora da rede estadual de ensino horas extraordinárias quando a servidora exceder a jornada regular de trabalho (100, 150 ou…
Consulte Mais informação

Bradesco condenado a reintegrar…

A 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) condenou o Banco Bradesco S.A a reintegrar e indenizar um bancário, diretor comercial de cooperativa ligada à instituição,…
Consulte Mais informação

Justiça condena Itaú a…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em decisão sob a relatoria do ministro Cláudio Brandão, confirmou a decisão da 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de…
Consulte Mais informação