TRF3 garante o saque do FGTS a um portador de cardiopatia grave

A Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) garantiu o saque do FGTS a um portador de cardiopatia grave.

O caso trata de um portador de doença cardíaca grave, o qual solicitou o saque dos valores do FGTS. O homem impossibilitado para trabalho após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) em 2020. No entanto, a Caixa Econômica Federal (Caixa) negou o pedido sob a justificativa de que a doença do autor não está prevista na legislação. Assim, ele recorreu da decisão junto com a 1ª Vara Federal de Campo Grande.

Ao analisar o caso, a Turma firmou o entendimento que “é direito do trabalhador com doença grave a liberação do fundo, mesmo que a enfermidade não esteja discriminada no rol do artigo 20 da Lei nº 8.036/1990”. Dessa forma, com base na impossibilidade para o trabalho, o TRF3 entende que fica comprovado o direito líquido e a necessidade ao levantamento de valores de FGTS.

Assim, o TRF3 decidiu garantir o levantamento de saldo doo saque do FGTS ao portador de cardiopatia grave.

Fonte: Previdenciarista

Imagem: Business card photo created by Dragana_Gordic – www.freepik.com

0

Postagens relacionadas

INSS deve indenizar segurado…

A 1ª Vara Federal de Corumbá/MS definiu que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá indenizar segurado por demora na restabelecimento de aposentadoria. O caso trata de uma aposentadoria…
Consulte Mais informação

INSS deve pagar parcelas…

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu, por unanimidade, que a situação de vulnerabilidade do grupo familiar justifica a concessão de Benefício Assistencial (BPC/LOAS). O…
Consulte Mais informação

TRF1 garante conversão de…

A 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) garantiu a conversão do Auxílio-Doença em Aposentadoria por Invalidez para segurada incapacitada. O caso trata de um pedido de…
Consulte Mais informação