APCEF-MG vai pedir revisão da complementação para os segurados do REG/REPLAN que recebem valores ínfimos.

Inúmeros segurados da FUNCEF vinculados ao REG/REPLAN que não optaram pelo saldamento e que tinham salários de participação inferiores ou muito próximos ao teto de benefícios da Previdência Social não recebem qualquer valor da FUNCEF ou auferem valores ínfimos, desproporcionais à contribuição de anos. A APCEF/MG – Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal em Minas Gerais, através de sua assessoria jurídica prestada pelo escritório Geraldo Marcos Advogados, entende que esta distorção representa um enriquecimento sem causa do fundo de pensão e vai exigir o pagamento das diferenças com base nos critérios técnicos atuariais do Conselho de Gestão da Previdência Complementar.

0

Postagens relacionadas

Desaposentação: Decisão judicial concede…

Em demanda patrocinada pelo escritório Geraldo Marcos Leite de Almeida & Advogados Associados, uma segurada do INSS pleiteou o reconhecimento de seu direito de renunciar ao benefício de aposentadoria por…
Consulte Mais informação

Justiça Federal de Minas…

Uma professora aposentada da Escola de Farmácia e Odontologia da UNIFAL, através de ação patrocinada pelo escritório Geraldo Marcos & Advogados Associados, conquistou judicialmente o reconhecimento do direito à conversão…
Consulte Mais informação

Bancários de Belo Horizonte…

Na última quinta-feira, dia 3 de setembro, foi publicado no Diário do Judiciário da Justiça Federal, decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que deu ganho de causa ao…
Consulte Mais informação