1º de Outubro – Dia Internacional da Terceira Idade

idosos se abraçando

Hoje, primeiro de outubro, é celebrado o Dia Internacional da Terceira Idade, data que visa sensibilizar a população mundial para as questões do envelhecimento, enfatizando a necessidade de cuidarmos e protegermos essa parte da sociedade. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1991.

A ONU classifica como idosos as pessoas com mais de 65 anos, em países desenvolvidos, e maiores de 60 em locais em desenvolvimento. Ademais, o mundo vem passando por um processo de mudança demográfica, o que resulta em um número maior de idosos em todos os lugares.

Em virtude da diminuição das taxas de fertilidade, a proporção de pessoas com mais de 60 anos deve triplicar dos números atuais, alcançando em torno de dois bilhões em 2050. Ainda, na maioria das regiões, o número de pessoas com mais de 80 anos deve quadruplicar, totalizando 400 milhões.

Se tratando do Brasil, a população de idosos já representa 14,3% da população (29,3 milhões de pessoas). Seguindo a mesma tendência mundial, em 2030, a quantidade de pessoas da terceira idade deve superar o número de crianças e adolescentes até 14 anos.

Em 2004, o Brasil aprovou o Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741), visando proteger e garantir todas as condições que asseguram tanto a saúde física e mental desse grupo, como também seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.

Assim como o projeto brasileiro, o Dia Internacional da Terceira Idade tem o intuito de chamar a atenção das questões relacionadas aos idosos, conscientizando a sociedade para refletir sobre os problemas que esse grupo sofre, afastando estereótipos negativos que envolvem a velhice, bem como para promover uma proteção social para essa parte da população.

Ressaltamos que o escritório Geraldo Marcos Advogados apoia o Dia Internacional da Terceira Idade, buscando o respeito e a valorização das pessoas que estão nessa fase da vida. Para isto, usamos de nossa expertise em direito previdenciário para assegurarmos os benefícios de todos os aposentados, sempre prezando pela igualdade, inclusão e reconhecimento dessa parte da população.

Saiba mais, clicando aqui.

Fonte: Assessoria Geraldo Marcos Advogados com informações de Uol e Ministério da Saúde

Imagem: Foto de Sofia Shultz no Pexels

0

Postagens relacionadas

Desaposentação: Decisão judicial concede…

Em demanda patrocinada pelo escritório Geraldo Marcos Leite de Almeida & Advogados Associados, uma segurada do INSS pleiteou o reconhecimento de seu direito de renunciar ao benefício de aposentadoria por…
Consulte Mais informação

Justiça Federal de Minas…

Uma professora aposentada da Escola de Farmácia e Odontologia da UNIFAL, através de ação patrocinada pelo escritório Geraldo Marcos & Advogados Associados, conquistou judicialmente o reconhecimento do direito à conversão…
Consulte Mais informação