TST reconhece direito de diferenças de Adicional por Tempo de Serviço (ATS) à empregado da CEF e também defere os benefícios da justiça gratuita ao bancário

A 2ª Turma do TST reconheceu o direito às “diferenças salariais (ATS e vantagem pessoal por tempo de serviço – rubrica 049 –, incluindo as parcelas ‘função gratificada’ e ‘adicional de incorporação’ na base de cálculo), a um empregado da Caixa Econômica Federal, restabelecendo a sentença proferida na primeira instância, que havia condenado a CEF ao pagamento das referidas diferenças.

Com assistência da assessoria jurídica do Sindicato dos Bancários de BH e Região, o trabalhador demonstrou que a CEF infringiu suas próprias normas internas, calculando o ATS com a base de cálculo incorreta, pois considerou apenas o valor do salário padrão recebido pelo bancário, quando o correto seria observar as verbas salariais que complementam o salário padrão, como por exemplo, a função gratificada e o adicional de incorporação, dentre outras.

Na mesma decisão, o TST reconheceu o direito do autor aos benefícios da justiça gratuita, sob o fundamento de que o novo artigo 790, §3º e §4º, da CLT, deve ser interpretado sistematicamente com outras normas do ordenamento jurídico, em especial os artigos 5º, LXXIV, da Constituição Federal.

No caso autos, como houve a declaração de hipossuficiência financeira consignada pela parte autora, o TST reconheceu que a decisão que lhe havia indeferido os benefícios da justiça gratuita violou o artigo 5º, LXXIV, da CF/88, e por tal motivo o TST reverteu a decisão proferida no Tribunal Mineiro, deferindo os benefícios da justiça gratuita ao bancário.

O Sindicato dos Bancários de BH e Região permanece firme na luta pela preservação dos direitos dos bancários.

 

Fonte: Geraldo Marcos Advogados Associados, Simone Paula Gonzaga – OAB/MG 133.382

Imagem: Canva

0

Postagens relacionadas

Santander é condenado por…

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) condenou o Banco Santander (Brasil) S.A. a pagar indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil,…
Consulte Mais informação

Mulher trans será indenizada…

O Dia Internacional da Visibilidade Transgênero é uma data celebrada anualmente em 31 de março, com o objetivo de conscientização sobre a situação das pessoas trans em todo o mundo.…
Consulte Mais informação

Servidora pública consegue redução…

A 1ª Turma do Tribunal Regional federal da 1ª Região (TRF1) negou provimento à apelação interposta pela União contra a sentença que julgou procedente o pedido para condená-la a reduzir…
Consulte Mais informação