Justiça determina pagamento do piso salarial aos professores de Cruzeiro do Sul

Na última decisão da 2ª Vara Cível da Comarca de Lajeado, a Justiça determinou que a prefeitura de Cruzeiro do Sul efetue o pagamento do piso salarial aos professores. A ação coletiva foi movida em 2022 contra o governo municipal.

A justiça julgou procedente a ação proposta, demandando o pagamento da diferença entre o piso nacional salarial dos professores e o vencimento inicial da carreira. Os valores, conforme determina a sentença, serão corrigidos monetariamente pelos índices de remuneração básica e juros. A decisão foi assinada pela juíza de direito Carmen Luiza Rosa Constante.

A advogada da ação destacou que essa luta é antiga, pois há divergências e descontentamento dos professores há mais tempo. Apesar de diversas tentativas de negociação e reuniões, a situação persistiu, levando à condução do processo.

Com a decisão, o município terá que quitar os retroativos a todos os professores que trabalharam em Cruzeiro do Sul, bem como aplicar anualmente o índice estabelecido pelo governo federal.

Cabe recurso da decisão por parte do município.

 

Fonte: A Hora

Imagem: Image by Drazen Zigic on Freepik

0

Postagens relacionadas

Bancária poderá fazer teletrabalho…

Por unanimidade, a Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve decisão que atendeu ao pedido de uma escriturária do Banco do Brasil, em Natal (RN), para trabalhar em regime…
Consulte Mais informação

Bancários vencem ação e…

A 4ª Vara do Trabalho de Curitiba proferiu decisão favorável à nulidade do processo de terceirização, que transferiu bancários do Santander para a empresa SX Tools, como comerciários, realizada em…
Consulte Mais informação

Banco é condenado a…

A Justiça do Trabalho determinou que um banco indenize a ex-gerente de uma agência por danos morais, após a trabalhadora desenvolver Síndrome de Burnout. A decisão, proferida pelo juiz Fábio…
Consulte Mais informação