Geraldo Marcos e Advogados consegue reintegração de trabalhadora com necessidades especiais.

Em ação patrocinada por Geraldo Marcos Advogados, o Itaú Unibanco foi condenado a reintegrar imediatamente uma bancária admitida na cota de deficientes físicos e que foi dispensada sem que houvesse contratação prévia de trabalhador na mesma condição. A sentença concedeu liminarmente a reintegração, ou seja, o juiz mandou expedir mandado de reintegração urgente, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00. A Justiça do Trabalho determinou ainda que o Itaú Unibanco pague todos os salários vencidos desde a data da despedida ilegal, ocorrida em meados de dezembro do ano passado.

Demandas como essa enfatizam a vocação do escritório Geraldo Marcos e Associados na luta pelos direitos sociais e pelos valores da cidadania.

0

Postagens relacionadas

Instrutores de motoescola de…

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho deferiu o pagamento do adicional de periculosidade a instrutores de motocicleta de uma autoescola de Campinas (SP). Para o colegiado, o tempo…
Consulte Mais informação

Trabalhadora que sofreu ofensas…

"Coisa de mulher" e "loira burra" foram alguns dos dizeres confirmados por testemunhas. Trabalhadora que sofreu assédio moral por parte do chefe, que proferiu ofensas machistas, será indenizada pela empresa…
Consulte Mais informação

Justiça do Trabalho determina…

Em decisão liminar proferia nos autos da Ação Civil Pública, patrocinada pelo escritório GERALDO MARCOS E ADVOGADOS ASSOCIADOS, na qual o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIIMENTOS BANCÁRIOS DE BELO HORIZONTE…
Consulte Mais informação