Bancário do Bradesco acometido por doença ocupacional é reintegrado

O Sindicato dos Bancários de BH e Região, por meio de seus departamentos Jurídico e de Saúde, assegurou a reintegração administrativa de mais um bancário do Bradesco. O trabalhador havia sido demitido de forma irregular, uma vez que estava em estabilidade provisória decorrente de acidente de trabalho, conforme a Lei 8.213/91. Com a atuação da entidade, o banco teve que voltar atrás.

A estabilidade acidentária é a garantia de emprego prevista pelo artigo 118 da Lei 8.213/91, assegurando ao segurado acidentado no trabalho estabilidade pelo prazo mínimo de 12 meses após o fim do auxílio-doença acidentário.

“O Sindicato segue em luta para garantir os direitos de bancárias e bancários. O Departamento Jurídico e o Departamento de Saúde atendem e orientam, diariamente, diversos casos de trabalhadores e, na maioria deles, há injustiças cometidas pelos bancos”, explicou Giovanni Alexandrino, funcionário do Bradesco e diretor da entidade.

A diretora de Saúde, Luciana Duarte explicou que o Sindicato acompanha, com preocupação, o crescimento no número de demissões injustas de bancários e bancárias por motivo de doença. “Por isso, atuamos para impedir que abusos sejam cometidos nas unidades de trabalho e também para reverter demissões arbitrárias ou ilegais”, destacou.

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região

Imagem: Man sitting photo created by wayhomestudio – www.freepik.com

0

Postagens relacionadas

Santander é condenado por…

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) condenou o Banco Santander (Brasil) S.A. a pagar indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil,…
Consulte Mais informação

Mulher trans será indenizada…

O Dia Internacional da Visibilidade Transgênero é uma data celebrada anualmente em 31 de março, com o objetivo de conscientização sobre a situação das pessoas trans em todo o mundo.…
Consulte Mais informação

Servidora pública consegue redução…

A 1ª Turma do Tribunal Regional federal da 1ª Região (TRF1) negou provimento à apelação interposta pela União contra a sentença que julgou procedente o pedido para condená-la a reduzir…
Consulte Mais informação