TRF1 garante conversão de Auxílio-Doença em Aposentadoria por Invalidez para segurada incapaz

A 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) garantiu a conversão do Auxílio-Doença em Aposentadoria por Invalidez para segurada incapacitada.

O caso trata de um pedido de restabelecimento de Auxílio-Doença, após o benefício ter sido cessado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o órgão, a cessação ocorreu devido a uma suposta “alta programada” e a não demonstração do interesse de agir por parte da segurada. Visto que, a mesma não realizou o pedido de prorrogação administrativamente para o restabelecimento do benefício.

Assim, a segurada solicitava o reestabelecimento do benefício juntamente com a “modificação do termo inicial do benefício para a data do requerimento administrativo”. Além disso, ela também pleiteava o acréscimo de 25% ao valor do benefício, devido a necessidade de cuidados de terceiros. Por outro lado, o INSS solicitava a extinção do processo sem resolução de mérito.

Ao analisar o caso, o TRF1 entendeu que não é necessário o pedido de prorrogação de auxílio-doença, caso a moléstia seja a mesma que deu origem ao benefício. Para o Tribunal, a ausência do pedido de prorrogação de benefício não configura falta de interesse de agir da parte autora.

Assim, o TRF1 decidiu que o INSS deve converter o auxílio-doença em aposentadoria por incapacidade permanente, a antiga aposentadoria por invalidez. Ainda, o Tribunal fixou o termo inicial do benefício na data do ajuizamento da ação. Dessa forma, o INSS deve realizar o pagamento de parcelas vencidas, atualizadas monetariamente, acrescidas de juros de mora.

Fonte: Previdenciarista

Imagem: Senior photo created by freepik – www.freepik.com

0

Postagens relacionadas

Servidor público que acumula…

A União recorreu da decisão alegando que a Constituição Federal estabelece que os proventos (salários de aposentadoria), pensões e outras formas de remuneração recebidos pelos servidores públicos, mesmo que de…
Consulte Mais informação

Filha garante parcelas de…

A 26ª Vara Federal de Porto Alegre reconheceu o direito de uma menina de três anos ao recebimento de pensão por morte do pai em período anterior ao reconhecimento judicial…
Consulte Mais informação

Criança com cegueira em…

Uma decisão do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garantiu, pela primeira vez em Goiás, a concessão de benefício assistencial destinado a uma criança de 12 anos com visão monocular,…
Consulte Mais informação