Revisão de Aposentadoria – Segurado da Previdência aposentado após dezembro de 2003 pode ter direito á revisão da aposentadoria.

Parte dos trabalhadores que se aposentaram a partir de dezembro de 2003 podem obter ganhos significativos com o pedido judicial de revisão de aposentadoria que já está sendo patrocinado pelo escritório Geraldo Marcos Advogados.

Têm direito à revisão aqueles segurados da previdência social que, apesar de terem se aposentado a partir de dezembro de 2003, já haviam completado o tempo de contribuição necessário para aposentadoria (35 anos para homens e 30 anos para mulheres) antes daquela data.

As diferenças são devidas porque em dezembro de 2003 o INSS alterou a tábua biométrica que serve de base para o cálculo do fator previdenciário, adotando como referências para a expectativa de sobrevida dos brasileiros dados do IBGE apurados no censo de 2000. Até então, a expectativa de vida, que é uma das variáveis do fator previdenciário, fora estimada de acordo com estatísticas mais antigas que apontavam uma média de vida menor dos brasileiros.

Com isso, o fator previdenciário que corresponde a uma equação que leva em conta a idade do segurado, o tempo de contribuição e a expectativa de sobrevida, apresentou uma sensível diferença antes e depois de dezembro de 2003. Assim, os segurados que já tinham completado o tempo necessário à aposentadoria antes de dezembro de 2003 e que, a despeito disso, só requereram o benefício após esta data, acabaram prejudicados pelo novo fator previdenciário.

Segundo levantamentos especializados, a mudança da metodologia de elaboração da tábua biométrica para o cálculo da sobrevida dos segurados do INSS gerou uma perda média de 16 % (dezesseis por cento) para os que requereram seus benefícios a partir de 1º de dezembro de 2003.

0

Postagens relacionadas

TRF3 garante o saque…

A Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) garantiu o saque do FGTS a um portador de cardiopatia grave. O caso trata de um portador de doença…
Consulte Mais informação

Justiça garante direito de…

O Juízo da Vara Cível da Comarca de Feijó determinou ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que conceda benefício de amparo assistencial previsto na Constituição Federal de 1988 a…
Consulte Mais informação

Já pensou em recalcular…

As emendas constitucionais 20/98 e 41/03 elevaram o teto previdenciário para R$ 1.200,00 e R$ 2.400,00, respectivamente. O INSS entende que os novos tetos valem apenas para benefícios concedidos após…
Consulte Mais informação